Mulher Sem-Teto Enfrenta Noites Congelantes e Admite que Não Sente os Pés

Moradora de Rua Enfrenta Noites Congelantes nas Ruas do Reino Unido

Rebecca Loughrey, uma mulher de 27 anos, tem enfrentado noites congelantes nas ruas de Exeter, no Reino Unido. Ela revelou que não consegue sentir os pés devido ao frio intenso. Apesar de ter quatro sacos de dormir, Rebecca disse que ainda não é suficiente para mantê-la aquecida. Ela tem chorado nas últimas duas noites por causa do frio extremo.

Rebecca agradeceu o apoio de negócios locais e organizações de caridade, como a St. Petrock’s, que têm oferecido ajuda. Ela mencionou que, se não fosse por eles, ela não teria sobrevivido. Pequenas ações, como receber um café pela manhã e usar os chuveiros da St. Petrock’s para se aquecer, fazem uma grande diferença em sua vida.

Apesar de ter sido oferecida uma cama quente como parte do protocolo de emergência devido ao clima severo ativado pela prefeitura de Exeter, Rebecca recusou a oferta. Ela expressou preocupações com sua saúde mental e o desejo de encontrar uma solução de moradia mais permanente, em vez de soluções temporárias.

Desafios Contínuos para Pessoas Sem-Teto

Rebecca tem enfrentado a falta de moradia desde os 13 anos, devido a circunstâncias familiares. Ela teve períodos de moradia de rua em Exeter por cerca de seis anos. Um dos momentos mais difíceis de sua vida foi quando perdeu a guarda de seu filho para adoção.

De acordo com as estatísticas internas da St. Petrock’s, há atualmente cerca de 30 pessoas dormindo nas ruas de Exeter. Em uma manhã típica, a equipe de alcance da St. Petrock’s apoia entre 25 a 30 pessoas nas ruas.

Leia mais:

A história de Rebecca Loughrey destaca a realidade cruel enfrentada por muitos sem-teto, especialmente durante os meses de inverno. Seu caso sublinha a necessidade urgente de soluções de moradia mais permanentes e apoio contínuo para aqueles que vivem nas ruas.

Deixe um comentário

Rolar para cima